noticias381 Seja bem vindo ao nosso site Informe Regional!

Mundo

Cachorro de Joe Biden vira problema sério na Casa Branca após morder agentes

Serviço Secreto dos EUA reconheceu 11 incidentes com mordidas envolvendo funcionários

Publicada em 05/10/23 às 16:05h - 80 visualizações

CNN


Compartilhe
Compartilhar a noticia Cachorro de Joe Biden vira problema sério na Casa Branca após morder agentes  Compartilhar a noticia Cachorro de Joe Biden vira problema sério na Casa Branca após morder agentes  Compartilhar a noticia Cachorro de Joe Biden vira problema sério na Casa Branca após morder agentes

Link da Notícia:

Cachorro de Joe Biden vira problema sério na Casa Branca após morder agentes
 (Foto: Informe Regional)
O pastor alemão chamado Commander, de 2 anos, do presidente Joe Biden, esteve envolvido em mais incidentes com mordidas do que relatado anteriormente na Casa Branca, disseram à CNN fontes familiarizadas com o assunto.

Embora o Serviço Secreto dos EUA tenha reconhecido 11 incidentes com mordidas envolvendo o seu pessoal, fontes que falaram com a CNN disseram que o número real é maior e inclui funcionários da residência executiva e outros funcionários da Casa Branca.

Essas mordidas variaram em gravidade, desde uma mordida conhecida que exigiu tratamento hospitalar até algumas que exigiram atenção da Unidade Médica da Casa Branca. Outras não foram relatadas e não foram tratadas.

Embora a família trabalhe em busca de soluções para o problema, segundo apurou a CNN, Commander não está no campus da Casa Branca.

“O presidente e a primeira-dama preocupam-se profundamente com a segurança daqueles que trabalham na Casa Branca e daqueles que os protegem todos os dias. Eles continuam gratos pela paciência e apoio do Serviço Secreto dos EUA e de todos os envolvidos, enquanto continuam trabalhando em soluções”, disse Elizabeth Alexander, diretora de comunicações da primeira-dama, num comunicado divulgado primeiro à CNN.

Alexander continuou: “Commander não está atualmente no campus da Casa Branca enquanto os próximos passos são avaliados”.

Não está claro se existe uma contagem oficial das mordidas, e o chefe de comunicações do Serviço Secreto dos EUA, Anthony Guglielmi, disse à CNN que não há um número completo.

A CNN conversou com quatro fontes familiarizadas com os incidentes que trabalham no complexo da Casa Branca e com fontes adicionais com conhecimento do que aconteceu.

Ninguém conseguiu definir um número exato dos incidentes, alguns dos quais podem não ter sido acompanhados como os 11 casos conhecidos.

Embora os hospitais e cuidados de urgência da área de Washington, D.C. sejam obrigados a relatar pacientes tratados por mordidas de cães ao Departamento de Saúde de DC, a Unidade Médica da Casa Branca não é obrigada a relatar mordidas de cães, uma vez que está sob jurisdição federal.

Uma fonte familiarizada com os incidentes apontou os esforços de seus colegas para ajustar os hábitos de trabalho do Serviço Secreto em meio a preocupações mais amplas sobre a segurança no local de trabalho enquanto trabalham para apoiar a primeira família na Avenida Pensilvânia.

A situação também revelou tensões mais amplas entre os Bidens e o Serviço Secreto dos EUA. Fontes sugerem que a relação entre a família e o Serviço Secreto dos EUA foi tensa pela primeira vez quando o cão mais velho da família, Major, feriu um agente não identificado do Serviço Secreto antes de ser enviado de forma mais permanente para Delaware.

Esse incidente causou uma quebra de confiança, disse uma fonte familiarizada com a dinâmica.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (22) 99806-5772

Visitas: 55982
Usuários Online: 1
Copyright (c) 2024 - Informe Regional - Todos os direitos reservados - Direção Geral: Victor Gomes de Azevedo