noticias224 Seja bem vindo ao nosso site Informe Regional!

Política

Sindiport recebe denúncias contra Minas Gusa e aciona órgãos oficiais para regularização imediata de direitos

Denúncia partiu de trabalhadores insatisfeitos com situações existentes na empresa

Publicada em 10/11/23 às 12:04h - 139 visualizações

Informe Regional


Compartilhe
Compartilhar a noticia Sindiport recebe denúncias contra Minas Gusa e aciona órgãos oficiais para regularização imediata de direitos   Compartilhar a noticia Sindiport recebe denúncias contra Minas Gusa e aciona órgãos oficiais para regularização imediata de direitos   Compartilhar a noticia Sindiport recebe denúncias contra Minas Gusa e aciona órgãos oficiais para regularização imediata de direitos

Link da Notícia:

Sindiport recebe denúncias contra Minas Gusa e aciona órgãos oficiais para regularização imediata de direitos
 (Foto: Informe Regional)
O Sindicato dos Trabalhadores Portuários de São João da Barra (Sindiport) irá formalizar uma denúncia no Ministério Público do Trabalho (MPT) referente à condição insalubre dos banheiros da empresa Minas Gusa, que atua no Porto do Açu. 

Fotos do estado dos banheiros foram enviadas pelos trabalhadores ao Sindicato, que irá agir para a situação precária seja resolvida de forma imediata. 

" É inadmissível que os trabalhadores sejam submetidos a condições precárias de higiene e falta de estrutura básica. O banheiro é um local essencial para o bem-estar e dignidade de todos. Vamos fazer uma denúncia formal no Ministério Público do Trabalho (MPT) para que medidas sejam tomadas e essa situação seja corrigida imediatamente", ressaltou o presidente do Sindiport, Hygor Barcellos. 

Mais problemas- Outra denúncia recebida pelo Sindiport se refere a falta de equipamentos de proteção individual (EPI) para os trabalhadores. Há relatos de trabalhadores afastados com problemas respiratórios por conta dos malefícios causados pela fumaça tóxica. 

O não pagamento do adicional noturno também gera queixas dos trabalhadores. 

" Em relação ao não pagamento, entramos com ação na justiça para esse direito conquistado pelo trabalhador seja regularizado imediatamente", finalizou Hygor Barcellos. 



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (22) 99806-5772

Visitas: 46484
Usuários Online: 6
Copyright (c) 2024 - Informe Regional - Todos os direitos reservados - Direção Geral: Victor Gomes de Azevedo